Forever Young

Viver para sempre ? Impossível. Viver bem ? Depende só de nós...

Briguei feio com meu pai !

Nessa semana que passou foi aniversário da minha mãe. Fomos comemorar em uma pizzaria, que tinha música ao vivo. Haviam mais ou menos 20 convidados, divididos entre parentes e amigos da minha mãe.


Eu sinceramente não curto sair com eles há tempos. Eles tem sérios problemas com bebida e vão bebendo e se empolgando. A idade não favorece mais a eles nesse quesito e ficar bebendo até cair... ainda mais meu pai, com  a visão mais limitada e tendo que dirigir. Aliás, este é o grande motivo pelo qual não tenho vontade de dirigir: Ter que carregar bebuns da família pra lá e pra cá.






Podem chamar de preconceito, mas acho vergonhoso aquelas pessoas que não sabem beber e passam vergonha em locais públicos. Sinceramente, finjo que nem conheço...


Meu pai deixou bem claro que o local fecharia às 23hrs. Eu nunca fico até o final, mas decidi ficar, mesmo tendo que trabalhar no dia seguinte. Quando deu a hora perguntei se ele ia pedir a conta. Mas ele estava tão 'animado', que disse que ia ficar mais. Pedi a comanda pra que eu pudesse ir embora... e maldita foi a hora que ele foi perguntar porque que eu queria ir pra casa:


- Você não fez nada o dia todo. Eu trabalhei e vou trabalhar amanhã ! (eu)
E ele:
- Aah, mas você vai acordar mais tarde...


E eu:
- É por isso que não gosto de sair com alcóolatra... nunca sabem quando parar !


- Você me respeite, que sou seu pai !


- Então se comporte como um ! Já tá muito velho pra ficar caindo de bêbado !


- Ah, mas eu não tenho criança pequena em casa pra voltar cedo...


- Então não me falasse que iria embora às onze! Seja homem, cumpra sua palavra !!


- Da próxima vez que me chamar de alcóolatra eu quebro sua cara na frente de todo mundo !


- E você acha que tá em condição de quebrar a cara de alguém ? Se levantar a mão pra mim, vai parar no hospital, vou logo avisando. Não tenho nenhum pudor de bater em velho sem vergonha !


E vim pra casa... a pé.
Fechei meu quarto pra dormir.
Daqui a pouco ouço o barulho de carro e uma batida forte na porta, que estava trancada.
Não sei o que ele usou, mas estava tentando arrombar a porta. Parecia endemoniado.


Abri a porta e demonstrei calma. 
Os olhos dele estavam vermelhos de raiva e da bebida.
Aí ele repetiu, que da próxima quebraria minha cara.
E eu:
- Tá bom, acredito. Desculpa, quero dormir.






Só pedi desculpa porque tava desarmado e queria dormir. Mas a minha porta está quebrada até agora. Se depender de mim nem dirijo a palavra mais a ele a não ser que ele peça desculpas publicamente e conserte minha porta. 
Ele acha que porque moro na casa dele e recebo ajuda pra pagar a faculdade tenho que aturar desaforo.
Sinceramente só estou preocupado com a minha faculdade, que é meu passaporte de fuga dessa família problemática que eu tenho, que vive no mundo da lua, achando que tudo é festa.


Meus pais sempre gostaram de aparecer. De mostrar que são descolados e modernos pra idade deles. Mas na prática tudo é diferente. Não há diálogo nenhum aqui dentro. É um tal de colocar a poeira debaixo do tapete e manter as aparências. Minha mãe não se separa dele por não querer trabalhar. Ele não se separa dela por achar humilhante fazer os serviços domésticos. E eu sou o pára- raios: o filho bissexual, que a família acha que tem que casar, ter filhos, se formar, conseguir um emprego público e um carro do ano. Engraçado. Nunca me perguntaram se era isso que eu queria.


Uma amiga da minha mãe, chamada Tainá , de vez em quando vem aqui em casa.
Ela me perguntou outro dia se eu tava feliz. Fiquei paralisado. Meus pais nunca me perguntaram isso.
Ela inclusive perguntou como vão minhas notas na faculdade. Impressionante, como há pessoas boas no mundo... e que ainda querem sair com meus pais.


Meus pais não são exemplo nenhum de boa conduta com meus avós, por exemplo. Meu pai já mandou meu (falecido) avô ir tomar naquele lugar e o escambau e vive gritando com minha avó no telefone hoje em dia. Minha mãe é boa com minha avó, mas não fala com pelo menos 3 irmãs, por picuinhas. 
Qual exemplo querem passar pra mim ?


Tô mais do que nunca numa contagem regressiva pra me formar e ter meu canto. Já deu o que tinha que dar isso aqui...






8 pitacos nesse post.:

Q situação complicada querido! não sei nem o q dizer :(

 

Família é complicado, constantemente vivo cobrando de meus pais para fazer menos escândalo na comunicação, mas eles têm esse jeito de falar alto..

Bom, eu guardo rancor com facilidade, porém em casos familiares o fato muda, eu sou totalmente contra intrigas familiares, e pais são pais, mesmo "errados", merecem todo respeito, pois eles estão acima de tudo..
Nesse seu caso, eu só acho que tu foi muito contundente com ele, e não sei se outras pessoas ouviram o fato, porém tu o chamou de velho, de sem vergonha, e ameaçou revidá-lo na porrada, e um pai ao ouvir isso, fere o coração...

Embora nesse caso tem bebida no meio, as pessoas se alteram com facilidade, ou ficam psicologicamente "frágeis" sentimentalmente.

Talvez esse "desrespeito" que seu pai teve com o próprio pai, e atualmente com a mãe dele, faça ele sentir na pele qual o sentimento que um pai tem perante ao desrespeito de um filho, como dizem "aqui se faz, aqui se paga"...

Seu pai no dia estava alterado perante a bebida, nem tudo deve ser levado em consideração, a vida é muito curta, não sabemos o dia de amanha, já pensou se acontece algo grave contigo ou com seu pai? Como ficaria o sentimento de ambos nessa situação?
Reflita e busque tolerar a diferença, e os momentos de desavença...
Forte abraço!

 

Sinceramente eu acho que o errado foi vc.

Você agiu certo em ir embora, mas vc não deveria ter dado trela para as provocações do seu pai, ele tava sob o efeito do alcool.
Como o Rô Fers falou, Pais são Pais e merecem respeito acima de tudo, tenho certeza que ninguem aprovou sua atitude.

Eu não gosto de papo com gente bêbada, e quando alguem bebe alem da conta eu saio de perto.

Na hora todo mundo fica alterado e não consegue pensar direto, tenho certeza que esse sentimento de raiva vai passar,eu não sei como é a sua relação com seus pais, mas se possivel tente conversar com eles sobre a situação com os animos mais calmos.

 

não conheço a história, por isso é difícil dizer alguma coisa, mas de verdade, tome cuidado para não se tornar "seus pais", já que teu pai faz isto com teu avo, lembresse que nao acha isto bonito e não faça com teu pai.
As pessoas infelizmente tem problemas, a bebida é um deles e existem muitas outras, mas não se esqueça que apesar dos pesares eles são seus pais e te ajudam. E sendo assim voce ainda tem sim de escutar coisas que não goste. E vai ver que qndo não for seus pais outros vão falar, assim é a vida!

 

Olá Rapha. Espero que a esta altura esteja + calmo.
O que falar em assuntos de família por quem não conhece ninguém da família, né?
Se permite, aconselho a falar com seus pais, sobre o que sente e conforme desabafou aqui.
Não espere eles perguntarem, pois, pelo que percebi, todos acham q esse tipo de conversa lhes farão encarar os problemas de frente e revelar verdades indesejadas, o que, de fato, é fato. Contudo, pessoalmente, creio que faria bem a todos. Tiraria dos ombros muitos quilos de amargura trancada.
Bjaum.

 

Tenha calma,menino!

Meus pais adoravam beber todas em ocasioes especiais.Eu e minha irma íamos embora qdo queríamos.É a melhor maneira de evitar atritos.

Tire a mágoa e bola pra frente.
Abraços.

 

concordo com o Junior, qm estava errado, neste caso é vc. vc fala q vc não tem q aturar essas coisas só pq mora sobre o teto deles e eles pagam sua faculdade, infelizmente meu qrido, vc está enganado, vc tem sim que aturar isso por esses motivos e calado. até pq vc critica sua mãe por ela não falar com 3 irmãs por picuinhas, vc acha q isso não é uma picuinha? brigar com seu pai pq ele disse q iria embora as 23h e desistiu? vc não poderia ter dito apenas q estava cansado e q tinha q acordar cedo?

 

Vejo que há algumas pessoas que defendem o alcoolismo e o território. Queria ver explicar a um policial na lei seca que meu pai não é alcoolatra. Sobre o conceito de que tenho que aturar tudo, só porque moro com ele, acho que não é nada original: Hitler ja fazia isso na 2ª guerra com os judeus !!

 

Postar um comentário

Comentem sempre, sem moderação. Mas respeite meu ponto de vista, que respeitarei o seu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Denuncie a homofobia !

Contato

Sugestões, elogios ou críticas: me adicionem no MSN: raphael_martins_fy25@hotmail.com

O mesmo vale para o Facebook:

http://www.facebook.com/raphael.martins.399

Ou Skype :

raphaelmartinsfy

Só avisem que são leitores do blog ao adicionar, ok?

Abraço a todos.

Comentários... colaborem em seus blogs...

Adoro comentar no blog de vocês e que comentem no meu , pois cria uma interação maior entre os leitores. Quem não é de comentar, ao menos clique na caixinha se gostou ou não da postagem.

IMPORTANTE: POR FAVOR, NÃO DIFICULTEM OS COMENTÁRIOS NO BLOG DE VOCÊS...

Alguns blogs ainda tem aquelas letrinhas de confirmação pra quem quer comentar. Isso estressa e desestimula quem gosta de comentar, muitos desistem.
Peço encarecidamente que façam o teste: tentem comentar em seu próprio blog. Se aparecerem as benditas letrinhas vá em Painel ; Detalhes ; Comentários ; Exibir uma confirmação de palavras para os comentários? Não !!

Obrigado !!
Raphael Martins. Tecnologia do Blogger.